Notícias do Mundo Motorizado

Opel Insignia com novo motor Diesel biturbo

Opel vai alargar a gama Insignia com a introdução de um motor Diesel biturbo de levada performance. O novo propulsor 2.0 CDTI BiTurbo debita 195 cv de potência e disponibiliza um elevadíssimo binário de 400 Nm. Apesar destes valores de topo, o consumo médio de combustível fixa-se em 4,9 l/100, com emissões de CO2 de apenas 129 g/km. Graças a sofisticados sistemas de sobrealimentação e de gestão electrónica, o Insignia BiTurbo torna-se num dos automóveis mais eficientes no segmento dos familiares médios.

“Nestes patamares de potência e binário, as opções habituais recaem em motores de cerca de três litros de cilindrada. O nosso 2.0 CDTI BiTurbo debita mais potência, permitindo uma redução de cerca de 30 por cento no consumo e nas emissões”, explica o Engenheiro-Chefe do modelo Insignia, Volker Scharf. “Este é um dos melhores exemplos da nossa estratégia de ‘downsizing’ de motores”.

Um dos destaques do novo motor de quatro cilindros com injecção directa common rail está no sistema de sobrealimentação composto por dois turbocompressores de dimensões diferentes, que funcionam de forma articulada em dois patamares de carga. O Insignia 2.0 CDTI BiTurbo estará disponível com tracção dianteira ou tracção integral, em ambas as variantes berlina e station wagon.

Para além do novo motor, a gama Insignia recebe outras novidades. Todas as versões Adaptive 4×4 podem dispor de uma nova configuração de chassis SuperSport com suspensão dianteira HiPerStrut e sistema de travagem de alta performance, inicialmente desenvolvidos para o Insignia OPC.

Em relação à segurança, os dispositivos de apoio à condução passam a oferecer sistemas baseados em tecnologia radar.

Fonte: GM Portugal