Notícias do Mundo Motorizado

A vontade de vencer de Alexandre Camacho…

Alexandre Camacho e Pedro Calado

… e o poder de convencer de Armindo Araújo

Alexandre Camacho e Pedro Calado não deram hipóteses a ninguém, registando uma vitória categórica na prova que lhes enche o coração de orgulho. A dupla madeirense mostrou desde o primeiro troço a vontade de voltar a vencer na sua ilha, provando que, na realidade, o asfalto madeirense é para verdadeiros especialistas. E porque o conhecimento do terreno é vital para o sucesso, Camacho, ao volante de um Skoda Fabia R5 volta a ser o melhor entre os melhores nacionais, entre os igualmente especialistas regionais e até perante dos nomes sonantes a nível internacional, batendo Giandomenico Basso, que tinha chegado de uma vitória europeia no Rali de Itália e o jovem espanhol Pepe López, que já é muto mais do que uma promessa.

No pódio madeirense, que este ano festejou 60 anos de vida do Rali Vinho Madeira, ficaram Camacho, no lugar mais alto, seguido do Citroen C3 R5 de Pepe López a 40,3 segundos e do Hyundai i20 R5 de Bruno Magalhães a 1m08,3, que foi o melhor piloto a pontuar para o CPR, averbando assim um triunfo que há muito procurava. Para que este triunfo nacional de Bruno Magalhães fosse possível, não foi alheio o rali mal conseguido por parte de Ricardo Teodósio, que demasiado cedo começou a fazer coleção de problemas, caindo na classificação geral. Perante isto, não foi necessário que o campeão nacional rodasse nos limites, com Armindo Araújo a terminar a prova no 7º lugar da geral e 3º entre os concorrentes do CPR, o que foi mais do que suficiente para se aproximar perigosamente de Ricardo Teodósio nas contas do Campeonato de Portugal de Ralis. A seguir aos lugares do pódio, o madeirense Miguel Numes terminou na 4ª posição, à frente do Citroen C3 R5 de José Pedro Fontes, o 2º melhor piloto do CPR em prova. No 6º lugar e assinando uma prova muito positiva, ficou João Silva ao volante de um já ultrapassado Citroen DS3 R5. Depois do 7º lugar de Armindo Araújo, classificaram-se Miguel Barosa, (4º CPR) e pedro Meireles (5º CPR).

Após a prova madeirense, Ricardo Teodósio continua no comando do campeonato com 119,18 pontos, seguido de Armindo Araújo com 104,44 pontos. Depois da vitória no rali Vinho da Madeira, Bruno Magalhães é agora o 3º classificado com 93,38 pontos, seguido por Miguel Barbosa com 70,82 e por José Pedro Fontes com 59,74 pontos. A próxima prova para o Campeonato de Portugal de Ralis é o Rali Terras d´Aboboreira, em Amarante, nos dias 6 e 7 de setembro.