Notícias do Mundo Motorizado

Quase 82 mil euros pelo novo Defender 90

Vai chegar ao mercado já no final do Verão, mas quem quiser comprar um terá de pagar, pelo menos, quase 82 mil euros pelo novo Defender 90. Por este preço, no entanto, receberá a versão P300, com motor a gasolina de 300 cv, embora com o nível de equipamento mais básico e suspensão normal. A variante a gasóleo mais básica custa 88 mil euros e a mais luxuosa, o Defender X, com motor a gasolina de 400 cv, chega quase aos 118 mil euros!

Os preços, que acabam de ser divulgados, dizem todos respeito aos modelos de cinco ou seis lugares, que pagam integralmente os impostos previstos na legislação portuguesa. Excepto, curiosamente, o mais caro de todos, com motor de 3,0 litros a gasolina “mild hybrid” 48V, que beneficia de uma dedução substancial no imposto de matrícula.

Para o final deste ano serão, entretanto, apresentadas as versões comerciais, que se preveem um pouco mais acessíveis, bem como a motorização híbrida-eléctrica “plug-in”, que será ainda mais favorecida pela fiscalidade e poderá ser, provavelmente, a opção mais sensata em termos de valores, no nosso país.

novo_modelo_curto
O NOVO DEFENDER 90, NA SUA CONFIGURAÇÃO BASE, OFERECE JANTES DE 18″ EM AÇO E SUSPENSÃO POR MOLAS HELICOIDAIS

Preços desde 82 a 118 milhares de euros!

Enquanto não chega, aqui fica a gama 90 e os respectivos valores. Começamos pelo Defender 90 P300 – dotado de caixa de oito velocidades automática, como todos os Defender! – que na sua configuração básica , com suspensão de molas helicoidais e jantes de 18 polegadas em aço, vai custar 81.812,95 euros; são quase 82 mil euros pelo novo Defender 90 mais “barato”. É animado pelo motor de 2,0 litros a gasolina, com 300 cv de potencia e 400 Nm de binário máximo, disponível permanentemente entre as 1500 e as 4000 rpm., que anuncia um consumo médio combinado de…11,2 litros aos 100 quilómetros!

A escolha do Defender 90 P400 implica pagar mais cerca de dois mil euros (fica por 83.861,28 euros na versão de entrada da gama) e oferece, em contrapartida, o motor de 3,0 litros, a gasolina, com seis cilindros em linha e sistema eléctrico de 48V “mild hybrid”, que rende 400 cv e 550 Nm, sendo que o binário máximo é atingido às 2000 rpm, permanecendo no ponto mais alto até às 5000 rpm. e gasta ligeiramente menos: a média indicada é de 11,0 litros aos 100 quilómetros!

O Defender 90 P400 está ainda disponível com mais duas versões, enriquecidas do ponto de vista de equipamento: a “First Edition” custará em Portugal 99.643,36 euros e o exclusivo Defender X, com o equipamento máximo previsto de série, será vendido por 117.764,90 euros.

Três lugares à frente em opção
PARA AS VERSÕES COMERCIAIS, QUE SÓ IRÃO CHEGAR NO FINAL DE 2020, O NOVO DEFENDER 90 MANTÉM UMA CONFIGURAÇÃO INTERIOR SEMELHANTE AO MODELO ANTERIOR, COM DOIS OU TRÊS LUGARES. MAS PARA JÁ, AS VERSÕES DE PASSAGEIROS OFERECEM IGUALMENTE A OPÇÃO ENTRE CINCO OU SEIS LUGARES, NESTE CASO COM DUAS FILAS DE TRÊS LUGARES

Duas opções com motorização a gasóleo

Continuando a subir na escala de valores, por 88.180,30 euros teremos o Defender 90 P200, o modelo mais básico de todos, com motor turbodiesel de 2,0 litros e quatro cilindros em linha, com 200 cv de potencia e 430 Nm de binário, às 1400 rpm, que oferece um consumo médio de 8,8 litros aos 100 quilómetros!

A segunda opção a gasóleo é o Defender 90 P240, com uma variante do mesmo propulsor de 2,0 litros que eleva a potencia a 240 cv, mas mantém o binário máximo nos 430 Nm às 1400 rpm, assim como o consumo é idêntico, com uma média combinada de 8,8 litros. Na versão base, o Defender 90 P240 custa 92.507,65 euros, enquanto na versão mais equipada, designada “First Edition”, que inclui também a suspensão pneumática (que melhora significativamente os ângulos de desempenho em T.T.), sobe para 109.600,12 euros.

Texto: Alexandre Correia Fotos: L.R./D.R.