Notícias do Mundo Motorizado

Definitivamente 911, definitivamente Turbo, definitivamente novo: o Porsche 911 Turbo S

A Porsche apresenta a nova geração 911 Turbo S para níveis de potência, comportamento dinâmico e conforto sem precedentes. O novo topo da gama 911 é lançado como Coupé e Cabriolet, ambos alimentados pelo novo motor boxer de 3,8 litros com dois turbocompressores de geometria variável, o qual disponibiliza 478 kW (650 cv), oferecendo mais 51 kW (70 cv) do que o seu predecessor. O binário máximo chega agora aos 800 newton metro (um aumento de 50 Nm). A caixa Porsche Doppelkupplung (PDK), específica, reduz a aceleração dos zero aos 100 km/h para 2,7 segundos (uma descida de 0,2 segundos), enquanto a velocidade máxima se mantém sem alterações nos 330 km/h.

As dimensões do 911 Turbo S aumentaram significativamente em linha com o aperfeiçoado comportamento dinâmico: a carroçaria é agora 45 milímetros mais larga acima do eixo dianteiro (1.840 mm), e a largura global acima do eixo traseiro é de 1.900 mm (um aumento de 20 mm).  Vias mais largas, aerodinâmica de novo desenvolvimento e pneus de diâmetro diferente entre eixos contribuem para a sua agilidade e caráter desportivo: as vias são agora mais largas 42 mm à frente e 10 mm atrás. A aerodinâmica adaptativa inclui lamelas de arrefecimento com controlo automático na dianteira, enquanto a asa traseira foi desenhada para proporcionar ainda mais força descendente. Pela primeira vez, o 911 Turbo S transfere a sua potência para a estrada com pneus de diâmetro diferente entre os dois eixos: 20” com dimensões 255/35 à frente e 21” com dimensões 315/30 atrás. Os novos equipamentos opcionais sublinham a imagem mais desportiva do 911 de tração integral. Estes incluem Porsche Active Suspension Management (PASM) com chassis desportivo rebaixado em 10 mm e o sistema de escape desportivo com lamelas ajustáveis que garantem um som distinto.

O novo motor do 911 Turbo S é baseado na geração de motores do 911 Carrera. Apresenta um sistema de arrefecimento de ar totalmente novo; novos, e maiores, turbocompressores de geometria variável numa disposição simétrica com válvulas wastegate com controlo elétrico, assim como a utilização de injetores piezo, os quais melhoram significativamente as caraterísticas do veículo no que toca à resposta, potência, binário, emissões e capacidade de fazer rotação.

O novo motor de seis cilindros é alimentado por um novo sistema de admissão. Neste caso, o anterior caminho de arrefecimento do ar foi alterado: parte do processo passa agora pelas caraterísticas entradas de ar das versões Turbo colocadas nos painéis laterais traseiros. À frente dos filtros de ar, agora colocados juntos aos guarda-lamas traseiros, foram também colocadas novas condutas de ar, que seguem em direção à grelha traseira. Isto significa que o novo 911 Turbo S possui quatro entradas de ar com uma secção cruzada de maiores dimensões e menor resistência, ajudando a melhorar a eficiência do motor. Dois turbocompressores simétricos com turbinas de geometria variável (VTG) e maiores dimensões substituem os anteriores componentes, com o compressor e a turbina a rodarem agora em direções opostas. O diâmetro das turbinas cresceu cinco milímetros até aos 55 mm, enquanto o compressor é agora três milímetros mais largo, num total de 61 milímetros. As aletas das wastegate são controladas eletricamente com motores de passo.

O harmonioso design, que equilibra de forma notável dinamismo e caráter desportivo, adapta-se de modo perfeito a uma utilização diária assim como a uma utilização em pista. O salto na performance nesta nova geração é particularmente evidente na aceleração dos zero aos 200 km/h: com 8,9 segundos, o novo 911 Turbo S é um segundo mais veloz que o seu predecessor. Fruto da aperfeiçoada tração integral Porsche Traction Management (PTM), a caixa de transferência pode repartir mais binário, sendo capaz de distribuir até 500 Nm para o eixo dianteiro. A nova geração do chassis PASM é também mais desportiva. Amortecedores mais rápidos e com controlo mais preciso oferecem vantagens significativas para o comportamento dinâmico no que respeita ao controlo da inclinação, estabilidade, comportamento da direção e velocidade de passagem em curva.

A nova dianteira com entradas de ar mais largas tem a caraterística imagem Turbo com dois módulos duplos de luzes, assim como faróis LED matrix escurecidos. O redesenhado spoiler dianteiro pneumaticamente extensível e a asa traseira mais larga proporcionam mais 15 por cento de força descendente. A musculada traseira com entradas de ar integradas enfatiza a carroçaria do 911 Turbo S. A nova imagem da traseira é completada pelas saídas de escape retangulares em Preto brilhante, típicas do Turbo.

O habitáculo possui acabamentos desportivos de alta qualidade. A lista de equipamento de série inclui interior totalmente em pele e frisos em carbono em combinação com aplicações em cor Prata. Os bancos desportivos com regulação em 18 vias apresentam pespontos que prestam homenagem ao primeiro 911 Turbo (type 930). Elementos gráficos de elevada qualidade e logótipos no painel de instrumentos completam as caraterísticas típicas do Turbo S. O ecrã central do PCM tem agora 10,9”, e pode ser operado rapidamente sem distrações graças à sua nova configuração. Outras funcionalidades a bordo equipadas de série são o volante desportivo GT, o Pacote Sport Chrono com integração da app Porsche Track Precision e o sistema de som
BOSE® Surround.

O 911 Turbo S Coupé está disponível em Portugal a partir de €264.547 e o 911 Turbo S Cabriolet desde €279.485, incluindo impostos em vigor à data deste comunicado.