Notícias do Mundo Motorizado

Um autêntico 4×4 é mesmo assim!

Acabou a expectativa quanto às linhas do INEOS Grenadier 4×4: um autêntico 4×4 é mesmo assim! Não é original, de modo algum, mas parece-se com aquilo que os clientes de um puro veículo de todo terreno esperam que seja. E se a inspiração é óbvia, o certo é que por baixo de uma imagem que nos é familiar escondem-se soluções pensadas de raiz para oferecer a maior durabilidade, robustez e fiabilidade. Estes são os três pilares fundamentais do novo modelo que, de resto, promete aptidões fora da estrada ao mais alto nível!

Vamos ter de esperar até final de 2021 para o podermos conduzir, porque a produção do INEOS Grenadier 4×4 não arrancará antes disso. E confirma-se que a montagem final será executada numa nova fábrica em Bridgent, perto de Cardiff, capital do País de Gales, que está a ser expressamente construída. Mas outra parte virá de Portugal, onde a INEOS Automotive se está a instalar já há cerca de um ano, no pólo industrial de Estarreja. E porquê esta localização na Beira Litoral?…

Chassis produzidos em Oliveira de Azeméis e em Ovar

Simplesmente porque em redor de Estarreja a INEOS Automotive encontrou um conjunto importante de fornecedores para este projecto. O primeiro que já está absolutamente confirmado, conforme a revista Todo Terreno adiantou no final de Março, na edição de Primavera, é a Gestamp. Esta multinacional de origem espanhola, detém em Oliveira de Azeméis de uma unidade fabril onde será feita a estampagem dos chassis do Grenadier 4×4, além de alguns dos elementos da carroçaria.

Mas para as soldaduras e pintura, a nova marca deverá recorrer a outra unidade onde, curiosamente, é também produzido aquele que a INEOS Automotive identifica como o mais directo concorrente do Grenadier 4×4: o Toyota Land Cruiser 70. Na fábrica da Salvador Caetano em Ovar, há não só capacidade operacional disponível para suportar a produção dos componentes do Grenadier 4×4, como essa parceria poderá significar um importante relançamento da fábrica. Fonte bem colocada na companhia, limitou-se a um discreto, mas comprometedor, “não confirmo, nem desminto”. Os britânicos, por seu lado, também neste momento não querem adiantar muito mais.

grenadier_traseira
VISTO POR ESTA PERSPECTIVA, AS SEMELHANÇAS ENTRE O GRENADIER 4×4 E O DEFENDER SÃO AINDA MAIORES. MAS É TAMBÉM AQUI QUE DESCOBRIMOS AS MAIORES DIFERENÇAS, COM O PORTÃO POSTERIOR DIVIDIDO EM DOIS, TAL COMO ACONTECE COM O TOYOTA LAND CRUISER 70…

Motores BMW, caixas ZX automáticas e bloqueios totais

Projectado pelos engenheiros da MBTech, companhia da própria Mercedes-Benz que desenvolve projectos para inúmeras outras marcas, o Grenadier 4×4 vai receber motores BMW de 3,0 litros e seis cilindros em linha, a gasolina e gasóleo. Ambos terão uma caixa automática de 8 velocidades produzida pela ZF. Os diferenciais são fornecidos pela Carraro, fabricante de tractores italiano, e a Magna está encarregue da suspensão, com dois eixos rígidos, com molas helicoidais.

A transmissão do Grenadier 4×4 dispõe de caixa de transferências mecânica, desenvolvida pela Magna Styer. Além das indispensáveis redutoras, os três diferenciais montam bloqueios, assegurando assim a máxima motricidade, mesmo nas condições mais adversas. Um autêntico 4×4 é mesmo assim…

O resto, é ler na revista Todo Terreno e procurar os artigos anteriores, também já publicados neste site, que andamos bem informados quanto a este projecto. Fomos, aliás, dos primeiros em todo o mundo a ter oportunidade de apreciar as linhas finais do Grenadier 4×4, já há mais de uma semana…

gama_grenadier
A GAMA GRENADIER 4×4 VAI ARRANCAR COM A PRODUÇÃO DA VERSÕES LONGA DE SEIS PORTAS. DEPOIS DESTA STATION WAGON, SEGUE-SE A VARIANTE PICK-UP DER CABINA DUPLA

Texto: Alexandre Correia Fotos: INEOS Automotive