Notícias do Mundo Motorizado

Tráfego prejudica Álvaro Parente

Álvaro Parente arrancará para as 3 Horas de Imola, a primeira prova da temporada do GT World Challenge Europe Endurance Cup, da décima quarta posição entre quarente e seis carros.

O português, na companhia de Andy Soucek e Jordan Pepper, mostrou-se muito competitivo no traçado italiano, tendo assegurado o quarto posto na qualificação desta manhã.

Contudo, era sabido que, com quarenta e seis carros num circuito de 4,959 quilómetros, na qualificação o tráfego seria preponderante para assegurar um bom lugar na grelha de partida para a corrida de amanhã.

Ao longo dos três segmentos da qualificação – o escalonamento da classificação é realizado através da média da soma da melhor volta de cada um dos pilotos – foi difícil para todos encontrar o espaço para realizar uma volta sem ser prejudicado, e no final da sessão o trio do Bentley Continental GT3 número nove da K-PAX Racing ficou no décimo quarto posto.

Uma vez mais, o equilíbrio foi nota dominante ao longo de todo o pelotão, tendo o registo de Álvaro Parente, Andy Soucek e Jordan Pepper ficado a 0,407s da marca da pole-position, ao passo que os vinte e seis mais rápidos ficaram separados por menos de um segundo.

Após a qualificação, o piloto do Porto mostrava-se conformado com a posição, uma vez que os factores externos são determinantes para o resultado final. “Sabíamos que, com tantos carros em pista, a sorte seria um factor. Tanto eu como o Jordan apanhámos tráfego nas voltas mais rápidas e isso acabou por ser decisivo para este desfecho. Esperava o carro com um pouco mais de aderência, também, mas penso que podemos rectificar esta situação na corrida“, afirmou Álvaro Parente.

Amanhã realiza-se a corrida de três horas e, dada a sua extensão, o português considera que será possível recuperar e assegurar uma classificação final. Sobretudo, se as questões estratégicas forem bem definidas. “Penso que será importante evitar as confusões da primeira volta e concretizar boas paragens nas boxes, dado que o ‘pit-lane’ é muito estreito e isso poderá criar algumas situações complicadas. Vamos trabalhar para melhorar o carro e conseguirmos realizar uma boa recuperação até um bom resultado na corrida de amanhã. São três horas de luta e tudo pode acontecer“, concluiu o Álvaro Parente com determinação e esperançado.

A corrida de amanhã, com a duração de três horas, terá o seu início às 12h30, Hora de Lisboa, e poderá ser seguida em directo através do website oficial da GT World Challenge Europe Endurance Cup.