| | | | | | | | |   

Alexandre Camacho não deu hipóteses no seu Rali Vinho Madeira

5 August , 2018

Foi uma prova de mestre do princípio até ao fim. Camacho vence 16 das 19 especiais do rali, deixando Miguel Nunes, outro especialista local vencer dois troços e Armindo Araújo triunfar apenas na especial citadina de abertura. E como contra factos não há argumentos, Camacho vence por dois anos consecutivos o seu rali de forma irrepreensível. Está tudo explicado, porque conhecer ao pormenor os troços de asfalto do Rali Vinho Madeira é essencial para se alcançarem bons resultados.

A prova insular foi totalmente controlada pela dupla madeirense do Skoda Fabia R5 desde o 2º ao último troço do rali, com Alexandre Camacho e Pedro Calado a subirem ao lugar mais alto do pódio com 39,1 segundos de vantagem para outra equipa madeirense, formada por Miguel Nunes e João Paulo, num Citroen DS3 R5. O pódio da prova organizada pelo Club Sports da Madeira ficou completo com José Pedro Fontes e Paulo Babo num Citroen C3 R5, a 2m10,1 do vencedor, que foram a melhor equipa entre os concorrentes ao Campeonato de Portugal de Ralis.

A diferença de andamento entre os melhores concorrentes locais e os principais candidatos provenientes do continente foi inegável ao longo de toda a prova. Tanto o vencedor Alexandre Camacho, como Miguel Nunes o 2º classificado e João Silva, que abandonou devido a acidente na 5ª especial de classificação, estiveram sempre num patamar diferente dos mais rápidos concorrentes ao CPR 2018.

Entre os melhores nacionais, Fontes triunfou com 1m20,1 de diferença para Ricardo Teodósio, que viria a subir ao 2º lugar do CPR, depois do abandono de Miguel Barbosa, após despiste no final da penúltima especial de classificação, quando parecia ter a sua posição controlada. No 3º lugar das contas nacionais acabou por ficar o Ford Fiesta R5 de João Barros, à frente do Hyundai i20 R5 de Armindo Araújo, que deixou de ter hipóteses de lutar por lugares de topo, quando perdeu cerca de 3 minutos com um furo na 5ª especial de classificação. Ainda para as contas do CPR, Pedro Almeida em Ford Fiesta R5, que se estreou na prova madeirense, obteve o 5º lugar, à frente de um sensacional Miguel Correia, que foi o vencedor entre os carros de duas rodas motrizes, também ele em estreia absoluta no Rali Vinho Madeira, ao volante de um Renault Clio R3.

Após a Madeira, e apesar do 4º lugar, Armindo Araújo continua líder do CPR 2018 com 121,85 pontos, seguido por Ricardo Teodósio com 98,88 pontos. José Pedro Fontes sobe ao 3º lugar com 82,62 pontos e Miguel Barbosa está na 4ª posição com 78,26 pontos, à frente de Pedro Meireles, que abandonou na Madeira e continua a somar 61 pontos. A próxima e penúltima prova do CPR 2018 é o Rali Amarante Baião, agendado para 21 e 22 de setembro.

Texto | António Xavier

Foto | Albano Loureiro


por:

Tags:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Redes Sociais

Parceiros




Grupo PressXL

 
 
 

WebLinks