Notícias do Mundo Motorizado

Toque de adversário impede Filipe Albuquerque de vencer em Petit Le Mans

Faltavam 12 minutos para o final das 10h de Petit Le Mans em Road Atlanta onde decorrida mais uma jornada do Campeonato Norte Americano de Resistência quando o inesperado acontece. Filipe Albuquerque e os seus companheiros de equipa na Whelen Engineering Racing, Felipe Nasr e Pipo Derani estavam na frente da corrida mas numa luta constante com o segundo classificado. Pipo Derani, ao volante do Cadillac #31 no último ‘stint’ da prova, mantinha a primeira posição quando o seu adversário, numa tentativa forçada de o ultrapassar dá-lhe um toque. O piloto brasileiro entra em pião e embate nas barreiras. Foi o fim de uma vitória quase certeira que teve um forte amargo de boca para os três pilotos. Conseguiram no entanto levar o carro até à meta no quinto posto.

No final Filipe não escondia uma certa frustração: “É um misto de sentimentos. Pelo quarto ano consecutivo que estamos perto da vitória e que alguma coisa acontece e não nos permite alcançar esse feito. É frustrante mas as corridas são isto mesmo. Nada pode ser dado como certo”, começou por referir o piloto de Coimbra.

Apesar do desfecho fica a satisfação do desempenho em pista: “Andámos muito bem e as últimas horas de prova, foram de loucos. Sempre na luta entre o primeiro e o segundo lugar. Lutas espectaculares que acabaram da pior forma para nós”, concluiu Filipe Albuquerque.

Filipe regressa agora a Portugal para um merecido descanso antes de rumar a Portimão para a última corrida da época do European Le Mans Series a 1 de Novembro.