Notícias do Mundo Motorizado

Walter Röhrl testa o novo modelo de elevada performance da gama Cayenne

Walter Röhrl colocou à prova um ainda ligeiramente camuflado protótipo de um poderoso novo modelo Cayenne num duro teste às suas capacidades. O bicampeão mundial de ralis e embaixador Porsche completou inúmeras voltas de teste ao volante do SUV de elevada performance no circuito de Hockenheimring. Na sua prova sobre o comportamento dinâmico, ele descreveu o novo Cayenne como “um grande salto em frente comparativamente a tudo realizado anteriormente. Este automóvel redefine o significado do termo SUV”.

A performance que se espera de um Porsche combinada com uma elevada versatilidade – são estas as premissas que o Cayenne concilia desde a sua estreia, em 2002. Os destaques dinâmicos nos primeiros anos do modelo incluíram o primeiro Cayenne Turbo S, com uma extraordinária potência, para 2006, de 383 kW (521 cv), e os modelos GTS, lançados em 2007, os quais foram afinados para o máximo caráter desportivo. “Eram veículos todo-o-terreno que podiam ser conduzidos como automóveis desportivos – uma verdadeira sensação naquela época,” afirma Röhrl, ao olhar para trás, para a primeira geração do Cayenne, a qual teve a designação interna ‘E1’. Com o novo modelo, o qual está atualmente a ser alvo dos últimos testes e otimizações, como parte do desenvolvimento da maturidade para a produção em série, a Porsche pretende sublinhar a sua afirmação como o melhor do segmento em termos de performance, mais uma vez. O foco para esta variante tem sido a excecional performance em estrada sem negligenciar o conforto e a versatilidade. Baseia-se no atual Cayenne Turbo Coupé, mas tem sido desenhado e desenvolvido de forma ainda mais obstinada para oferecer a derradeira experiência em comportamento dinâmico.

Todos os sistemas de chassis e controlo afinados para a performance

A par de englobar uma série de aprimoramentos para todos os sistemas de controlo e chassis, o sistema de estabilização ativa da carroçaria, Porsche Dynamic Chassis Control, presta a maior contribuição para a estabilidade no comportamento do novo modelo Cayenne com uma nova definição, orientada para a performance. “O PDCC mantem sempre a carroçaria equilibrada e nivelada mesmo durante as curvas realizadas de forma muito espirituosa,” explica o piloto de testes da Porsche, Lars Kern, o qual tem acompanhado, desde o início, o desenvolvimento do novo modelo de elevada performance. O comportamento dinâmico é também aprimorado pelo renovado eixo dianteiro: “Comparativamente ao Cayenne Turbo Coupé, as jantes dianteiras são meia polegada mais largas e o camber negativo aumentou em 0,45 graus, de forma a proporcionar uma maior superfície de contacto para os pneus desportivos de 22 polegadas, desenvolvidos especialmente para este modelo,” afirma Kern, o qual convidou recentemente Walter Röhrl para os testes em Hockenheim.

Apesar de os destaques visuais do novo modelo Cayenne estarem ainda escondidos sob a camuflagem, Röhrl foi capaz de obter uma impressão a fundo do extraordinário potencial do comportamento dinâmico do novo modelo Cayenne. Acompanhado pelo emotivo som do novo sistema de escape em titânio, com as saídas posicionadas ao centro, o embaixador da marca completou voltas atrás de voltas no Hockenheimring e ficou muito impressionado: “O automóvel mantem-se incrivelmente estável mesmo em curvas rápidas e o seu comportamento é extremamente preciso. Mais do que nunca, temos a sensação de estarmos ao volante de um automóvel desportivo compacto ao invés de estarmos num SUV de grandes dimensões.”