Notícias do Mundo Motorizado

Baja de Loulé é o desafio que se segue!

Depois de um arranque que não correu de feição à equipa Toyota Gazoo Racing Caetano Portugal, João Ramos e Filipe Palmeiro regressam este fim-de-semana ao Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno na Baja de Loulé, a segunda jornada da época desportiva de 2021.

Com a nova “Dama Negra” a não ter ficado pronta a tempo deste regresso, a dupla de pilotos vai tripular uma Toyota Hilux de uma geração anterior, utilizando a viatura que pertence a Paulo Jorge Ferreira que gentilmente acordou na cedência da mesma, que permitirá assim à equipa alinhar na prova algarvia com o objetivo de marcar pontos que permitam manter acesa a luta pelo Campeonato. Uma das grandes diferenças será a cor da Hilux, pois a unidade a utilizar será branca, em contraponto com a tradicional cor negra que as viaturas tripuladas por João Ramos ostentam.

O próprio João Ramos está ainda a recuperar do acidente de bicicleta que protagonizou no reconhecimento do prólogo há quinze dias atrás e sabe que não está ainda a 100%, contudo afirma que “vou dar tudo por tudo para conseguirmos pontuar o máximo possível, sei que não será uma tarefa fácil pois sei que terei um esforço adicional por não me encontrar ainda bem fisicamente, e há também a questão da HILUX que é duas versões mais antiga face à unidade que estreamos em Beja. Depois de conduzir a nova é fácil perceber as diferenças e as vantagens competitivas e daí estar perfeitamente consciente que a luta será bem mais dura com os argumentos de que dispomos este fim-de-semana.

Pontuar será muito importante, sabemos que caso não aconteça a diferença para a liderança poderá tornar-se demasiado grande para ser compensada mais à frente, mas vamos entrar com o objetivo de terminar e marcar o maior número possível de pontos. Um agradecimento especial ao Paulo Jorge Ferreira que nos permitiu alinhar nesta prova com a sua Hilux, que não é negra, é branca e acreditamos que nos pode ajudar a atingir o nosso objetivo final para esta prova.”

A Baja de Loulé terá cerca de 300 quilómetros cronometrados, divididos por dois setores selectivos e arranca com o prólogo de 6 quilómetros na manhã deste Sábado.