Notícias do Mundo Motorizado

Henrique Chaves e Miguel Ramos sobem ao pódio e são Campeões

Henrique Chaves e Miguel Ramos sagraram-se hoje no Circuit de Barcelona – Catalunya Campeões Pro-Am do GT World Challenge Europe, uma das competições dedicadas a carros de GT mais importantes do mundo inteiro.

O duo português chegava ao circuito espanhol depois de ter assegurado o ceptro da Sprint Cup, há duas semanas, e precisava de apenas de um nono posto este fim-de-semana para colocar as duas mãos em mais um campeonato.

Para a corrida de hoje, Henrique Chaves e Miguel Ramos, acompanhados por Adrian Amstutz, alinhavam na quarta posição da classe, mas o piloto suíço teve um arranque difícil e caiu para o décimo primeiro lugar, o que colocava inclusivamente a conquista do título em risco.

Porém, os portugueses estavam determinados em recuperar e Miguel Ramos conseguiu ganhar posições, subindo a sexto, mais que suficiente para que o ceptro pudesse viajar para o nosso país.

Henrique Chaves, com um ritmo fortíssimo e com manobras incisivas, foi ainda mais além, ganhando diversas posições em pista para terminar num excelente segundo lugar da classe Pro-Am e festejar a conquista do título do GT World Challenge Europe com uma subida ao pódio.

“O Adrian teve muito azar no arranque, dado que parecia que todos os incidentes que aconteceram eram à sua frente e isso obrigou-o a passar pela escapatória. Pensámos que já seria muito difícil ir ao pódio, dado que ele ficou preso atrás de um carro que tinha muita velocidade de ponta. Mas, depois, o Miguel pôde atacar e ganhou diversas posições, num ‘stint’ muito bom. Eu pude também andar no máximo e, com algumas boas ultrapassagens, consegui ascender ao segundo lugar, que é um resultado excepcional. Foi um grande esforço de equipa e a Barwell Motorsport esteve, uma vez mais, irrepreensível, dando-nos um carro muito competitivo”, afirmou jovem piloto de Torres Vedras visivelmente satisfeito.

A conquista deste ceptro é culminar de uma temporada fantástica da parte de Henrique Chaves e Miguel Ramos, que em quinze corridas conquistaram onze pódios, tendo ainda garantido o Vice-Título na Endurance Cup. “Foi uma época difícil, dado que era um novo campeonato para nós e com um nível elevadíssimo, mas conseguimos mostrar competitividade desde a primeira prova e fomos muito consistentes. É o terceiro título nos dois anos em que faço equipa com o Miguel, o que diz bem do nosso potencial e só tenho de lhe agradecer por ser meu companheiro. Quero também agradecer à Barwell Motorsport, aos meus patrocinadores e, claro, ao meu pai. Sem eles não seria possível chegar até aqui”, concluiu o português.

Henrique Chaves e Miguel Ramos, que pilotaram um Lamborghini Huracán GT3 Evo da Barwell Motorsport, juntam-se assim a Pedro Lamy e a Filipe Albuquerque como os únicos pilotos portugueses a conquistarem dois títulos internacionais no mesmo ano.

A corrida de hoje foi vencida por Raffaele Marciello, Jules Gounon e Felipe Fraga, num Mercedes-AMG GT3, ao passo que na classe Pro-Am foi Dominik Baumann, Valentin Pierburg e Martin Konrad que se impuseram aos comandos de um carro semelhante.