Notícias do Mundo Motorizado

João Ferreira Campeão da Europa e de Portugal

Os sonhos por vezes concretizam-se e para a ARC Sport, através do seu departamento de Todo Terreno, a época de 2022 não podia ter corrido melhor. Primeiro chegou o título europeu e logo de seguida o nacional com a muito jovem dupla João Ferreira e David Monteiro a alcançarem um sonho que só está ao alcance de poucos.

Dois importantes títulos no mesmo ano, com o Mini John Cooper Works Rally a vencer os campeonatos Europeu e de Portugal de TT.  Com apenas 23 anos, ainda é muito cedo para fazer previsões, “há que viver um dia de cada vez e ainda estou a descobrir o Todo Terreno, sou um piloto que ainda tem imenso para aprender”, afirma com modéstia João Ferreira, sublinhando “ainda estou em evolução”.

Para consagrar os dois títulos fantásticos alcançados na mesma época em que se estreia ao volante de um muito competitivo Mini John Cooper Works Rally, nada melhor que competir na Baja Portalegre 500: “É uma prova que adoro! Quem gosta de Todo Terreno, é impossível não gostar de Portalegre”. E para que tudo fosse perfeito, a vitória absoluta numa prova da Taça do Mundo foi a consagração perfeita para uma dupla que irá seguramente dar que falar no TT nacional e internacional.

João Ferreira e David Monteiro conquistaram 6 vitórias nas 7 provas do Campeonato de Portugal de Todo Terreno, uma realidade que demonstra bem a competitividade desta jovem dupla de Leiria. Na Baja de Portalegre, livres de qualquer tipo de pressões, o sonho era conquistar a vitória, o que acabou por acontecer, provando que, com trabalho e dedicação os sonhos podem mesmo ser alcançados. “Foi a melhor maneira de acabar o ano. Ganhar Portalegre foi tão ou mais saboroso que o título de Campeão Nacional. Claro que o objetivo é sempre vencer, mas numa prova tão importante como Portalegre, que conta com muitos carros superiores na categoria T1 e pilotos de topo como Yazeed Al Rajhi ou Miguel Barbosa, oito vezes campeão nacional, é gratificante saber que fomos os únicos a fazer frente ao Yazeed. Chegar ao triunfo em Portalegre foi na verdade a cereja no topo do bolo”, disse João Ferreira.

Antes de saltar para um automóvel de topo, como é o Mini que lhe garantiu os dois títulos deste ano, João Ferreira teve um percurso importante de aprendizagem, ao volante de carros menos competitivos. Em 2019 deu os primeiros passos ao volante de um Toyota Land Cruiser, tendo no ano seguinte tripulado um Nissan Pathfinder do Grupo T2, uma categoria que o piloto considera como uma grande escola. No ano passado já esteve ao volante de uma Toyota Hilux do agrupamento T1, antes de saltar para este Mini (Dakar) que lhe garantiu todos os sucessos.

João Ferreira e David Monteiro alcançaram todos os objetivos na presente temporada, tendo inclusivamente ultrapassado as melhores previsões. Para que este sucesso fosse possível, o piloto considera que foram fundamentais os apoios e ensinamentos do seu pai, Paulo Rui Ferreira, também piloto de TT com reconhecida carreira nacional e internacional, que conquistou em 2018 o 3º lugar da geral e o melhor português na Baja de Portalegre, partilhando o pódio com Nani Roma e Stéphane Peterhansel, mas também do antigo campeão nacional de TT Ricardo Porém e o imprescindível apoio da ARC Sport, equipa que o acompanhou durante toda a temporada.

Para a equipa de Aguiar da Beira este é mais um êxito para juntar a tantos outros. O Departamento de Todo Terreno da ARC Sport está naturalmente orgulhoso com os títulos europeu e nacional, mas também com a recente vitória na Baja Portalegre, como considera Pedro Patrocínio:

Foi uma época de sonho que excedeu todas as expectativas. Não foi fácil e requereu muito trabalho. Dois campeonatos em simultâneo foi demasiado cansativo, e só um fabuloso trabalho de equipa tornou possível chegar a estas importantes vitórias. Estamos naturalmente orgulhosos com a dedicação demonstrada por todos os elementos da equipa que contribuíram para os títulos de Campeões da Europa e de Portugal, e também para a fantástica vitória na Baja de Portalegre. Melhor era impossível!”, declarou o responsável pelo TT da ARC Sport.