Notícias do Mundo Motorizado

TOYOTA GAZOO Racing Iberian Cup: Sucesso em 2022 e futuro promissor para 2023

Para a Toyota España, Toyota Caetano Portugal e o Motor & Sport Institute (MSi) não há forma de se definir o sucesso que tem sido a primeira edição da TOYOTA GAZOO Racing Iberian Cup. É o único troféu monomarca que se disputa com um carro de quatro rodas motrizes, um elemento diferenciador que permite aos pilotos competir a um nível muito elevado.
 
Com uma média de nove equipas inscritas em cada prova, o equilíbrio foi a nota dominante em cada um dos ralis que se realizaram este ano, tanto em terra batida como em asfalto. Reside precisamente no facto deste troféu ser disputado em ambas as superfícies, o incentivo adicional para os pilotos e o desafio técnico para todas as equipas participantes.
 
A época fez-se com oito ralis pontuáveis, entre os quais se destacaram as provas integrantes do Campeonato do Mundo de Ralis – World Rally Championship (WRC) – que puseram à prova as prestações do Toyota GR Yaris, demonstrando a sua fiabilidade em condições muito difíceis.
 
Desde o início, Miguel Campos (Inside Motor) e Ricardo Costa (Macedo & Macedo GTW Racing) sobressaíram como os pilotos mais rápidos e regulares, até à chegada de Sergi Francolí (CSM Automoció) que desde logo se mostrou extremamente competitivo desde os primeiros quilómetros. A estes três pilotos juntou-se Dani Berdomás (Grupo Breogán), outro dos mais rápidos e a carimbar a vitória no Rali Reino de León. Desde meados da época, que os quatro lutaram em cada prova para chegarem ao Rali de Viana do Castelo com hipóteses de conquistar o Troféu. Finalmente, o título foi atribuído ao piloto catalão da CSM Automoció, com apenas três pontos de vantagem face a Miguel Campos (Inside Motor).
 
Atrás, a luta também foi intensa entre Víctor Calisto (Inside Motor), Fran Cima (Asturhíbrido) e Germán Gómez (Scudería Surco), que foram bastante regulares ao longo do ano. Rubén Muñoz (CSM Automoció) e Oriol Comabella (Team’s Motor) estiveram em crescendo enquanto se adaptavam, com o percorrer dos quilómetros, ao Toyota GR Yaris. A estes pilotos há que acrescentar as presenças em prova de Kevin Reiman (KRS), João Fernando Ramos (Caetano Auto) e Pedro Lago (Caetano Auto). Este último mostrou-se extremamente competitivo nos ralis em que participou, estabelecendo tempos dignos de nota.
 
A Taça Ibérica TOYOTA GAZOO Racing, chegou ao seu epílogo em 2022 com o Rallyshow Comunidad de Madrid-RACE (prova não pontuável), e já está confirmado para 2023, nomeadamente a 11 de março com uma das provas mais espetaculares e atrativas que se realizam na Península Ibérica: o Rali de Fafe. Para a próxima temporada, o calendário foi quase totalmente revisto, já que incorpora 5 novas provas, enquanto se repetem as presenças no Rali Terra da Auga, Rali Princesa de Astúrias (que poderá ser misto) e no Rali Vidreiro. O ano vai terminar com a novidade do Rali La Nucía, prova que pertence ao Super Campeonato Espanhol de Ralis.
 
Por sua vez, as melhorias introduzidas no Toyota GR Yaris irão torná-lo ainda mais competitivo, de onde se destacam, duas grandes entradas de ar no capot para ajudar na refrigeração, e a possibilidade de se vir a introduzir uma caixa de velocidades com engrenamento em “crabots”, (carretos direitos), sendo este um elemento verdadeiramente diferenciador.
 
Os prémios que os participantes vão receber em 2023 pela participação na TOYOTA GAZOO Racing Iberian Cup aumentam e vão mesmo atingir os 300.000€, aos quais se acrescentam: um prémio especial para o melhor piloto júnior, um para a melhor piloto feminina e outro para o melhor piloto sénior. Cada um receberá igualmente um prémio adicional de € 3.000 no final da temporada.
 
Com tudo isto, o troféu monomarca organizado pela Toyota Espanha, Toyota Caetano Portugal e MSi voltará a ser uma excelente oportunidade para pilotos e equipas na época de 2023. E convém relembrar que a possibilidade de efetuar a reserva de viatura e o registo de inscrição para a próxima época já estão disponíveis.