Notícias do Mundo Motorizado

Ricardo Porém e João Ferreira infelizes na Etapa 5 do Dakar

Pontos altos e pontos baixos. Tem sido esta a toada da dupla de pilotos portugueses da X-RAID YAMAHA SUPPORTED TEAM que, depois de um sexto lugar na 3.ª etapa (Ricardo Porém) e do 2.º lugar na etapa 4 (João Ferreira), voltaram hoje a sofrer para terminar a quinta etapa do Dakar. Ao volante de um o X-RAID YXZ1000R TURBO PROTOTYPE SXS, Ricardo Porém e João Ferreira acabaram a etapa na 29.ª e 31.ª posição, respetivamente.

“Decididamente este parece que não é meu Dakar. Desde o primeiro km que me senti confiante e o Augusto Sanz a fazer um trabalho de navegação fantástico, como tem sido hábito em todas as etapas, até que cerca do km168 dei um toque num Camel Grass (erva de camelo) e parti o braço de suspensão inferior.  Tive que esperar pelo camião de assistência rápida e substituir a peça.  Perdi mais de 2h30 e tive que fazer os últimos 100km de dunas de noite. Confesso que estou dececionado com toda esta “mala suerte” que nos tem acompanhado nesta corrida … mas não vamos baixar os braços, e até dia 15 de Janeiro tudo farei para vos orgulhar de bons resultados em etapas de forma a agradecer todo o apoio que tem dado”, confidenciou Ricardo Porém no final da etapa.

Menos detalhado, mas no mesmo registo, João Ferreira mostrava-se “infeliz com o decorrer da etapa que até começou muito bem. Saímos de uma boa posição, mas acabamos por ter alguns problemas que nos limitaram o andamento. Amanhã há mais Dakar e estamos no registo etapa a etapa.”

A etapa 6 que se realiza amanhã é a mais longa do Dakar e liga
Ha’il a Al Duwadimi, num total de 877KM (466km cronometrados.) No percurso para atravessar a Arábia Saudita, os concorrentes vão enfrentar pistas rápidas na primeira metade do percurso. A dose de dunas no último terço da especial vai adicionar variedade e suspense a esta que é a maior tirada da mais dura prova de TT do Mundo.