Notícias do Mundo Motorizado

Rui Lopes vence Desafio Elf/Mazda mas João Rato é o novo “Campeão”

Chegou hoje ao fim a maratona de Fronteira com a vitória a sorrir a Rui Lopes que se revelou o verdadeiro ponta de lança das cinco BT-50 do Desafio Elf/Mazda, na 24 Horas de Fronteira, sendo o mais rápido entre as “pick-ups” da marca nipónica, assegurando um excelente 10º lugar da geral. As Mazda BT-50 revelaram mais uma vez uma enorme fiabilidade com as cinco equipas inscritas a verem a bandeirada de xadrez depois de 24 horas de uma corrida muito dura e com uma série de peripécias. Foi, afinal, em ambiente de festa que terminou esta quarta edição do Desafio Elf/Mazda, disputado da primeira à última prova e com a totalidade das equipas a revelarem um empenho inigualável, e emprestando um ambiente de competição muitíssimo saudável.

Rui Lopes, que, com esta vitória assegurou o 2º lugar do Desafio Elf/Mazda mostrava-se no final “muito contente por termos atingido o objectivo que era ganhar a prova. Foi uma prova dura, em que o nosso carro não esteve isento de problemas, mas a verdade é que conseguimos debelar todas as crises e acabámos por vencer o Desafio aqui em Fronteira, conquistando ainda um óptimo 10º lugar à geral. Toda a equipa está de parabéns.”

O segundo classificado entre as Mazda foi Paulo Pinto, concorrente ao Desafio e o grande mentor da equipa Xuxas Team Sport que este ano disputou, com sucesso, o Desafio, fazendo alinhar duas Mazda BT-50. O 18º lugar à geral foi “muito bom. Trabalhámos muito, quer antes quer durante a prova e a verdade é que o esforço desta grande e muito empenhada equipa deu frutos. Estou, como é fácil de perceber, radiante.”

Bruno Oliveira, que já vencedor da primeira edição do Desafio Elf/Mazda, viu finalmente exorcizados os azares deste ano e fechou o pódio entre as BT-50. Ainda assim, o início foi periclitante, com a BT-50 a “queixar-se” novamente de problemas de caixa de velocidades. “Perdemos muito tempo na fase inicial da prova para trocar a caixa, mas dai em diante as coisas começaram a correr melhor, salvo uma ou outra crise normal, e não só conseguimos chegar ao final da prova, como asseguramos o terceiro lugar entre os carros do Desafio Elf/Mazda.”

Um erro na classificação após as primeiras 12 horas de prova ainda colocaram João Rato como vencedor antecipado do Troféu, mas a verdade é que o piloto de Portalegre teve mesmo que cumprir toda a prova e o quarto lugar final, a somar quinto obtido na primeira metade, significou a conquista do título para o piloto que até Fronteira tinha ganho todas as provas da competição. “Foi um ano excelente, mas esta corrida teve momentos muito stressantes. Tivemos acidentes, problemas mecânicos, enfim uma série de percalços que nunca nos tocaram ao longo de toda a época. Estou naturalmente radiante com a conquista do Desafio, que dedico inteiramente à Xuxas Team Sport, que esteve absolutamente imparável ao longo de toda a temporada e que provou mais uma vez, este fim-de-semana, aqui, em Fronteira todo o seu profissionalismo e dedicação.”

A fechar a armada do Desafio Elf/Mazda ficou Pedro Barroco, sendo entre todos aquele que mais problemas sentiu. Barroco chegou a estar na liderança do Desafio/Elf Mazda, mas…“foi uma prova complicada em, que terminámos quase a passo, após um problema de caixa de velocidades que nos atrasou praticamente desde metade da corrida. É sabido que esta é uma prova muito dura, mas para nós, foi , sem dúvida, uma jornada cheia de percalços que, obviamente se reflectiram no resultado final,” esclareceu o piloto.

 

Classificação Final:

Rui Lopes/Hélder Oliveira/João Pais/Durval Costa (Evicar), 24ho2mo6.91s

Paulo Pinto/Pedro Marcelo/Ricardo Porém/João Rato (Xanauto), a 7 voltas

Bruno Oliveira/Lígia Albuquerque/Rui Neves/José Ferraz (Santogal F), a 13 voltas

João Rato/José Motaco/Francisco Jacinto/Carlos Pinto (Xanauto), a 24 voltas

Pedro Barroco/José Pereira/Nuno Barroco/João Elias (Santos da Cunha II), a 39 voltas

 

Classificação do Desafio Elf/Mazda (Provisória):

1º João Rato, 97 pontos

2º Rui Lopes, 92

3º Paulo Pinto, 68

4º Pedro Barroco, 61

5º Bruno Oliveira, 27

6º Carlos Aires, 18

7º João Pais, 15

8º Durval Costa, 12                                                                                                                                                              

                                                                                                                                                                                     

Fonte: Mazda Motor de Portugal