Notícias do Mundo Motorizado

From race to road: A filosofia que torna únicos os veículos da Hispano Suiza

Hispano Suiza e a competição tem andado de mãos dadas desde a sua fundação, em 1904. Nessa época, a participação em algumas das mais prestigiadas corridas da época não só proporcionaram à marca grande visibilidade nacional e internacional, como permitiram à Hispano Suiza conhecer o comportamento dos seus veículos quando levados ao mais alto nível de exigência, um trabalho fundamental para continuar a oferecer aos seus clientes automóveis cada vez mais potentes, fiáveis e, em última análise, melhores.

Na sua nova etapa, a Hispano Suiza manteve esta filosofia. Tanto o Hispano Suiza Carmen, como a sua versão mais potente, o Carmen Boulogne – cujo nome presta homenagem aos triunfos da marca na Taça Copa George Boillot, em Boulogne, há um século atrás –, foram concebidos por engenheiros de competição, e o seu desenvolvimento levado a cabo por autênticos pilotos de corridas. De igual modo, a Hispano Suiza participa oficialmente no novo campeonato de SUV 100% elétricos, o Extreme E, uma categoria inovadora, que promove valores tão importantes como a sustentabilidade, a igualdade e a eletrificação, e que também proporcionará à marca um conhecimento valioso a aplicar em futuros modelos.

Um lema que define a marca

“From Race to Road”, ou, numa tradução livre para português, “das corridas para a estrada”, é o lema que define na perfeição a filosofia da Hispano Suiza, a mesma que a tem acompanhado desde a sua fundação, há mais de cem anos, e forjou a sua lenda nas pistas de todo el mundo. O objetivo da marca foi sempre transmitir, através dos seus novos modelos, a paixão pela condução, pela alta performance, pelo luxo, pela manufatura, e, em definitivo, pela excelência sobre rodas.

Quando o histórico fabricante espanhol ressurgiu em 2019, fê-lo juntamente com o seu parceiro tecnológico, a empresa de engenharia espanhola QEV Technologies, formada por um grupo profissionais com décadas de experiência nos principais campeonatos de automobilismo do mundo. A Hispano Suiza decidiu regressar ao mundo com o Carmen, um desportivo híper-luxuoso, 100% elétrico. E necessitava desse know-how para oferecer aos seus clientes um produto à altura do legado da marca, com um design inspirado na sua própria história, evocativo dos veículos que a compõem, tecnologia de vanguarda, prestações de sonhos e ilimitadas possibilidades de personalização, que fazem de exemplar uma obra de arte sobre rodas.

Muitas das tecnologias presentes no Carmen e no Carmen Boulogne derivam diretamente da Fórmula E, o primeiro campeonato 100% elétrico, em que os membros do parceiro tecnológico da Hispano Suiza alcançaram o primeiro título de pilotos da história, dando suporte técnico à equipa NEXTEV Racing, com a qual o brasileiro Nelson Piquet Jr. se proclamou campeão. A Fórmula E evoluiu enormemente desde a sua criação, nessa temporada de 2014-2015, período em que os carros tinham que ser substituídos a mio da corrida por falta de autonomia, e durante a qual mal alcançavam os 270 cv de potência. Agora, os monolugares são muito mais espetaculares a nível estético, completam as corridas sem sequer terem que parar para recarregar as baterias, superam os 340 cv e alcançam uma velocidade máxima de 280 km/h, mais 55 km/h do que na geração anterior.

A Hispano Suiza não só foi testemunha direta desta evolução, como também utilizou esta experiência para construir um dos veículos mais belos e inovadores alguma vez fabricados no mundo.  Entre as tecnologias derivadas da competição que fazem parte do Carmen e do Carmen Boulogne encontra-se o seu grupo motopropulsor, com quatro motores síncronos de imã permanente, alojado no seu eixo traseiro. O impressionante binário de cada motor é controlado através de sofisticados sistemas de vectorização, desenvolvidos internamente com a experiência obtida na Fórmula E. Das 0-6500 rpm, os motores são capazes de alcançar um máximo de 1160 Nm, o que permite alcançar uma aceleração vertiginosa – 0-100 km/h em menos de 2,6 segundos – e uma potência e uma capacidade de tração praticamente inesgotáveis.

A bateria de polímeros de iões de lítio possui uma capacidade de 80 kWh, que lhe permite proporcionar uma autonomia homologada de até 400 km. As baterias foram concebidas e são produzidas internamente, e incluem um completo sistema de controlo de temperatura, para garantir que as células podem operar de forma ótima. Possuem uma capacidade de carga rápida de mais de 80 kW DC, necessitando de apenas 30 minutos para carregar de 30-80% através de um carregador rápido CCS2.

O exterior é construído em fibra de carbono, material que garante a máxima resistência e leveza, e que começou a ser utilizado na Fórmula 1 nos anos de 1980. NO total, o Hispano Suiza Carmen Boulogne pesa 1630 kg, o que, juntamente com os seus 1114 cv de potência, garante uma magnífica relação peso/potência de 1,5 kg/cv. A suspensão provém, igualmente, da competição: está otimizada para garantir a máxima leveza possível. O seu desenho e arquitetura são o ponto de encontro entre o asfalto e o condutor. Conserva o ADN da competição, ao mesmo tempo que garante fiabilidade e segurança.

Outro importante atributo tecnológico é o software, responsável por transmitir às rodas mais de 1000 cv de potência, e o qual foi desenvolvido – também com base na experiência obtida na Fórmula E – para que qualquer cliente possa sentar-se ao volante de um veículo com estas caraterísticas sem necessitar de ser um piloto profissional. Através do software, podem ser selecionados diferentes modos de condução (Sport, ECO e Confort), para garantir as melhores sensações e prestações no momento certo.

“Tratámos de transferir os nossos seis anos de experiência na Fórmula E para um veículo que não tem rival”, assegura Joan Orús, CTO da Hispano Suiza. “Não é um automóvel feito para bater recordes, mas para transmitir aos seus utilizadores a paixão pela condução e, acima de tudo, para apaixonar total e definitivamente todos os que entre a bordo. É um veículo pensado para disfrutar. Os seus mais de 1000 cv de potência, situados no eixo traseiro, garantem prestações excecionais, e, juntamente com um magnífico design exterior e interior, único e artesanal, conseguimos um veículo inovador, belo e, ao mesmo tempo, confortável”.

“Graças a este projeto, tornámos um sonho realidade”, acrescenta Joan Orus. “Pudemos dar forma a um esquisso desenhado sobre uma folha em branco. É o sonho de qualquer engenheiro automóvel: pegámos em toda a tecnologia da Fórmula E e trouxemo-la para um automóvel de estrada. Com isso, construímos um superdesportivo de alta performance e acrescentámos detalhes de puro luxo, cunhando o nosso conceito de hyperlux”.

Luis Pérez-Sala na vanguarda do desenvolvimento

Para o desenvolvimento dos sues veículos, a Hispano Suiza decidiu contar com autênticos pilotos de corridas, habituados a levar ao limite automóveis de competição, para descobrir em que podiam ser melhorados, para continuarem a evoluir, e que sabem como transmitir aos engenheiros feedback do veículo da forma mais precisa possível. Durante o processo de desenvolvimento do Carmen e do Carmen Boulogne, a marca contou com a experiência de Luis Pérez-Sala, ex-piloto de Fórmula 1 e duss vezes Campeão de Espanha de Carros de Turismo, e de Pablo Suárez, especialista técnico em veículos elétricos e piloto de competição.

Ao longo do último ano, Luis Pérez-Sala e Pablo Suárez percorreram mais de oito mil quilómetros em estradas de toda a Espanha, e em circuitos como Calafat, Circuit de Barcelona Catalunya e, atºe mesmo, Le Mans. Todo isto para alcançar as melhores prestações e fiabilidade, e, assim, podere transmitir-se ao condutor do Hispano Suiza Carmen as autênticas sensações de um automóvel único nascido em circuito, preparado e desenvolvido por profissionais e pilotos de corridas, e que, adicionalmente, pode ser conduzido em estrada.