Notícias do Mundo Motorizado

Helder Oliveira de regresso às provas do CPTT

Helder Oliveira está de volta às competições do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno desta feita para participar na Baja TT Montes Alentejanos que se realiza entre os dias 14 e 16 de maio nas magnificas pistas do Baixo Alentejo nos concelhos de Beja, Serpa e Mértola.

O piloto de Barcelos vais estar à partida para esta corrida aos comandos da Ford Ranger com a qual participou em 2020 na Baja TT Capital dos Vinhos de Portugal, em Reguengos de Monsaraz, onde apenas um furo lhe retirou a possibilidade de eventualmente ganhar a corrida.

Tendo encontrado um excelente entrosamento com a máquina, Helder Oliveira acredita que desta vez pode chegar a um lugar de pódio: “estamos muito contentes por regressar a uma prova do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno. A nossa última participação no TT nacional foi em Reguengos, também com esta Ford Ranger, e na altura correu muito bem. Conseguimos ser muito competitivos e andámos na luta pela dianteira até muito perto do fim. Temos noção que o parque automóvel em Portugal é supercompetitivo. No entanto, vamos estar em Beja para tentar fazer o nosso melhor. Vamos disputar os lugares da frente e com o objetivo de chegar ao fim dentro de um lugar de pódio”, contou o piloto de Barcelos.

Apesar de ter conseguido assegurar esta participação em Beja, o futuro nas competições ainda é incerto para o piloto de Barcelos; “para já temos confirmada esta participação em Beja e depois no Rali ACP, a nova prova que faz parte da Taça do Mundo de Rally Raids, que tenho muita curiosidade em fazer. Para além disso continuamos a tentar juntar orçamento que nos permita participar em mais alguma prova do nacional. Mas para já ainda não temos qualquer garantia que isso possa acontecer”, contou Helder Oliveira.

A Baja TT Montes Alentejanos terá início no dia 14 de maio com as verificações documentais e técnicas que decorrem no Parque de Feiras e Exposições em Beja. No sábado, os concorrentes disputam um prólogo com 6km. Ao longo do dia os pilotos terão ainda pela frente mais dois setores seletivos o primeiro com cerca de 72 km e o segundo com 84 km completando, assim, a 1ª etapa. No domingo a caravana do rali volta a estrada logo pela manhã para repetir a passagem por estes dois setores seletivos.