Notícias do Mundo Motorizado

Henrique Chaves faz balanço perspectivando 2023

Henrique Chaves afirmou-se este ano definitivamente na cena internacional das corridas de GT com uma temporada bastante movimentada, tendo triunfado em Le Mans na sua primeira visita à emblemática prova francesa. O jovem português tem algumas propostas para 2023 e deverá tomar uma decisão em breve
 
Este ano disputaste quatro campeonatos distintos, quase vinte corridas aos comandos de três carros diferentes. Como foi gerir uma temporada tão eclética?
Henrique Chaves: Sim este ano fiz vinte corridas com três carros distintos – o Aston Martin Vantage GT3, o Aston Martin Vantage GTE e o McLaren 720S GT3 – tomando parte do Asian Le Mans Series, European Le Mans Series, Campeonato do Mundo de Endurance no GT World Challenge Europe Endurance Cup.
Foi uma temporada bastante longa e exigente. Nao so pelo número de corridas e pelas várias viagens, mas também pela constante adaptação aos diferentes carros e algumas pistas novas. Algo também muito importante e diferente foi a adaptação aos diversos pneus e compostos que tive de usar este ano, entre Michelin, Pirelli e Goodyear.
Houve inúmeros desafios, mas tendo por trás de mim equipas super-competentes ajuda nesta gestão toda, mas houve muito trabalho que tive de desempenhar antes e durante cada um dos fins-de-semana de corridas.
 
Conquistaste diversos triunfos e bons resultados ao longo do ano, qual foi o momento alto da tua temporada?
Henrique Chaves: O momento alto foi sem dúvida a vitória nas 24 Horas de Le Mans na classe GTE Am na minha estreia na prova. Foi uma corrida isenta de erros, pois só assim foi possível dado a falta de andamento que tínhamos relativamente aos nossos adversários devido ao BoP.
 
Ficaste em terceiro lugar no Campeonato do Mundo de Endurance e no GT World Challenge Europe. Qual o balanço do ano 2022?
Henrique Chaves: Faço um balanço extremamente positivo. Tivemos algumas vitórias pelo caminho e um ritmo sempre rápido e consistente relativamente aos nossos adversários mais fortes. Foi um ano de afirmação que espero dar continuidade no futuro.
 
Depois de uma temporada em que te evidenciaste, quais são os teus planos para 2023?
Henrique Chaves: Os planos para já passam pelo regresso às Asian Le Mans Series, que começa já a 11 de Fevereiro, depois do convite da TF Sport para continuar a fazer equipa com o Jonny Adam e o John Hartshorne. A restante da época está ainda em aberto. Tivemos uma temporada muito positiva em que pude evidenciar o meu potencial o que me permite ter algumas opções em cima da mesa. Estamos a analisá-las e vamos decidir nas próximas semanas!