Notícias do Mundo Motorizado

José Barros estreia-se a vencer no automobilismo

José Barros protagonizou um excelente início de temporada da GT3 Cup, no Autódromo do Estoril, confirmando a sua evolução, tendo suplantado com a sua equipa algumas contrariedades.

O jovem do Porto, depois da estreia no automobilismo no ano passado, em 2022 tinha como objectivo prioritário exprimir o seu potencial, o que foi conseguido num fim-de-semana difícil, mas em que todos os obstáculos foram sendo ultrapassados metodicamente.

Nos treinos-livres José Barros confirmou o bom trabalho desenvolvido, mas uma ligeira saída na Curva do Tanque, deixou alguns danos no seu Porsche 911 GT3 Cup, o que colocava em risco a participação na primeira sessão de qualificação, a realizar na tarde de sábado.

Contudo, a Veloso Motorsport evidenciou todo o profissionalismo e competência que a caracteriza, conseguindo colocar o carro em condições para o que piloto de 17 anos pudesse tomar parte na sessão que definiu a grelha de partida para a primeira corrida do fim-de-semana.

Apesar de algumas dificuldades técnicas, com a direcção do carro alemão desalinhada, José Barros conquistou o quatro lugar da geral, segundo entre os concorrentes a classe Am.

Na segunda qualificação, realizada no domingo de manhã, já com o Porsche completamente recuperado, o jovem piloto mostrou um ritmo ainda mais forte e conquistou o terceiro lugar da geral, a pole-position entre os concorrentes da sua classe.

Estes resultados prometiam boas corridas e foi o que se verificou, muito embora a primeira do fim-de-semana tenha sido realizada sob um extenso período de Safety-Car. Face a esta situação, José Barros não pôde tentar ganhar posições, vendo a bandeira de xadrez no quarto lugar da geral, segundo da classe Am.

Na segunda prova, o jovem portuense pôde evidenciar um vislumbre do seu verdadeiro potencial. O piloto a Veloso Motorsport arrancou bem, mas um pequeno toque acabou por o atirar para o último lugar.

José Barros não baixou os braços e encetou uma recuperação notável que o levou até ao terceiro lugar da geral, primeiro da sua classe, em apenas sete voltas.

No final, o jovem do Porto estava naturalmente satisfeito com a sua prestação, que lhe permitiu assegurar o seu primeiro triunfo no automobilismo. “Na primeira corrida estivemos num bom nível, apesar de não termos conseguido subir posições devido ao Safety-Car. Na segunda sinto que fiz uma excelente prova. Arranquei bem, mas sofri um toque que me atirou para fora da pista e para a última posição. Mas estava com um bom ritmo e comecei uma recuperação que me levou a terceiro da geral em apenas sete voltas, tendo ultrapassado muitos carros. Esta performance permitiu-me vencer a minha classe, o que é uma estreia no automobilismo. Estou muito satisfeito”, frisou José Barros.

O portuense sente que o trabalho que desenvolveu ao longo do fim-de-semana está a dar os seus frutos, mas acredita que tem ainda margem de progressão, aspirando a resultados ainda de maior relevo. “Estas classificações são sem dúvida muito recompensadoras para mim. Sinto que que estou a evoluir e que ainda tenho espaço para melhorar. Creio que, com trabalho e aplicação poderei incomodar a médio prazo os pilotos mais rápidos da competição. Por fim, queria felicitar a minha equipa por todo o trabalho que teve para pôr o meu carro sempre num elevado nível competitivo. Não é qualquer equipa que tem a coragem e a força de vontade para ficar acordada até de madrugada para resolver todos os problemas que tive. Queria também dar os meus parabéns aos meus colegas de equipa pelos resultados que alcançaram”, concluiu José Barros.

A próxima ronda da GT3 Cup disputa-se nos dias 18 e 19 de Junho no Circuit Ricardo Tormo, Valência.